12/03/2013

Veículo Oficial do Novo Papa



Conheça o veículo oficial que levará o novo Papa

Próximo líder máximo do Igreja Católica herdará de Bento XVI um Mercedes-Benz Classe M que levou nove meses para ficar pronto


Foto
Começou na manhã desta terça-feira (12) o conclave, reunião composta por cardeais da Igreja Católica com o objetivo de escolher o substituto do Papa Bento XVI, que renunciou ao cargo no final de fevereiro. Os favoritos a vencer a eleição são o brasileiro Dom Odilo Pedro Scherer e o italiano Angelo Sodano. Seja quem for o vencedor, o novo pontífice herdará de Bento XVI o papamóvel entregue pela Mercedes-Benz no final do ano passado.

Baseado na última geração do utilitário esportivo Classe M, o carro oficial do Papa levou nove meses para ser produzido e agora conta com uma cúpula de maiores dimensões, proporcionando mais espaço interno e conforto para a Sua Santidade. O compartimento permite também que os fiéis tenham uma visão melhor do representante máximo da Igreja Católica.



O novo papamóvel também aderiu à tendência de veículos mais ecológicos, uma vez que conta com tecnologia start-stop, que desliga o motor em marcha lenta, reduzindo o consumo de combustível e de emissões. O veículo foi entregue pelo presidente global da Mercedes-Benz, Dieter Zetsche, ao Papa Bento XVI ainda em dezembro do ano passado. Por conta da saúde debilitada do pontífice, o veículo foi pouco utilizado.

A montadora alemã mantém parceria com o Vaticano desde 1930, quando foi utilizado o modelo Nürburg 460. Antes disso, os Sumo Pontífices se locomoviam entre os fiéis em carroças tracionadas por cavalos.



Após o segundo atentado sofrido pelo Papa João Paulo II, em 1981, os papamóveis passaram receber blindagem. Na primeira visita do Pontífice ao Brasil, em 1980, o veículo utilizado foi um Landau com teto solar, além de uma espécie de micro-ônibus aberto.

Já a passagem de Bento XVI pelo País foi guiada por um Mercedes-Benz ML 430, dotado de blindagem capaz de suportar disparos de fuzil e explosões de granadas.

A BMW e a Volkswagen chegaram a oferecer papamóveis ao Papa alemão, que preferiu continuar a utilizar os modelos da Mercedes-Benz. Isso, no entanto, não quer dizer que Bento XVI não tenha utilizado veículos de outras marcas para uso pessoal. O último Papa chegou a receber um Volkswagen Phaeton e um Volvo XC90.



Nos últimos anos, o Papa Emérito deu preferência a modelos ecologicamente corretos, como os elétricos Renault Kangoo Maxi Z.E e o Citroën C-Zero.

A primeira viagem do novo pontífice poderá ter o Rio de Janeiro como destino, a Cidade Maravilhosa sediará a Jornada Mundial da Juventude, marcada para o fim de julho.
Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Total de visualizações

Previsão do tempo