27/06/2012

MPF apura denúncias das precárias condições da BR-262

MPF apura falta de sinalização e pista esburacada em trecho da BR-262

Conforme a denúncia, falta sinalização e pista está esburacada

 
 
Asfalto tem ondulações e defeitos no acostamento
O MPF (Ministério Público Federal) instaurou inquérito civil público para apurar condições de tráfego, segurança e aplicação de verbas públicas federais destinadas à conservação da BR-262, no trecho Três Lagoas a Água Clara.
A denúncia, encaminhada por e-mail ao órgão federal em Campo Grande, foi repassada para Três Lagoas. Para averiguar se a denúncia procede, o procurador Leonardo Augusto Guelfi determinou envio de ofício para a superintendência do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte) em Mato Grosso do Sul, com prazo de dez dias para que o órgão se manifeste sobre as condições de tráfego, segurança e possíveis licitações em andamento destinadas à conservação do trecho.
Conforme a denúncia, falta sinalização horizontal e vertical, o acostamento tem buracos e mato. O denunciante ainda relatou que a pista está esburacada em razão do excesso de carga e manutenções paliativas.
O trecho também não tem balança e as passagens de nível com via férrea encontram-se intransitáveis: a pior seria a de Água Clara depois do rio Verde, sentido Campo Grande. O edital 513, que prevê obras de recuperação no trecho da divisa de São Paulo e Mato Grosso do Sul, está suspenso. A licitação tem valor de R$ 176 milhões.
Fonte: Campograndenews.com.br

Compartilhar:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Total de visualizações

Previsão do tempo